Para os idosos, uma casa inteligente pode ser sinônimo de maior liberdade


Temos que entender que a automação residencial é muito mais do que gadgets (celulares, tablets, consoles, interfaces), afinal, para os idosos, estes avanços tecnológicos significam muito mais do que alguns brinquedos novos.


Algumas questões podem ser melhoradas com a utilização da tecnologia. A utilização de equipamentos inteligentes de monitorização podem distinguir padrões de comportamento habituais de um acidente, por exemplo, e pode alertar os profissionais de saúde no caso de necessidade/emergência.







A conectividade entre os sensores, as informações e as ações produzidas é o que realmente se espera dos robôs cuidadores. Estes robôs nunca poderão substituir o contato humano, mas mesmo médicos céticos concordam que a utilização destes equipamentos podem fazer a diferença na vida de seus pacientes, visto que, estudos comprovam que a conversa diária, ainda que on-line, pode diminuir o declínio cognitivo.



Comentários